QUERO DOAR R$ 10,00

quarta-feira, 31 de julho de 2013

// // Leave a Comment

O INSS e como tirar Extrato de Contribuição Previdenciária.

O INSS e como tirar Extrato de Contribuição Previdenciária.

Neste artigo o Portal do Conhecimento Previdenciário vai tratar das possibilidades que o contribuinte da Previdência Social tem de tirar um extrato demonstrativo de seus empregos e das contribuições que tenha feito sem ter que ir a uma agência do INSS.

Todo o cidadão que possui contribuição ao INSS, tanto como empregado como contribuinte individual ou facultativo, precisa, de tempos em tempos, conferir sua situação perante a Previdência Social e, para isso, precisa tirar um demonstrativo de vínculos e recolhimentos. Para obter esse demonstrativo o cidadão pode agir da seguintes maneiras:

1 – Comparecer pessoalmente em uma agência do INSS e solicitar a emissão do extrato de vínculos e contribuições. Não é preciso agendar, basta comparecer com um documento de identidade. Se for pedir para outra pessoa terá que entregar uma procuração a quem for ao INSS em seu lugar.

2 – Obter em uma agência do INSS uma senha de acesso ao site da Previdência Social, com a senha é possível consultar todos os dados diretamente pela internet.

3 – Os segurados do INSS que são clientes do Banco do Brasil ou da Caixa Econômica Federal podem tirar extrato previdenciário por meio dos caixas automáticos desses bancos ou utilizando o internet banking conforme regras de cada banco.

Os segurados da Previdência Social devem consultar seu extrato de vínculos e contribuições previdenciárias periodicamente. Para quem nunca verificou sua situação junto ao INSS sugiro que vá ao INSS e solicite um extrato de vínculos e contribuições. Com o extrato em mãos deve conferir todos os empregos que tem anotado em sua carteira de trabalho, CTPS, com o que consta no relatório.

Todos os empregos (vínculos empregatícios) e contribuições feitas com carnês (contribuintes individuais e facultativos) que constarem no relatório CNIS são válidos para todos os fins. Caso haja vínculo anotado na CTPS que não constem no relatório fornecido pelo INSS deverá providenciar o acerto o quanto antes. É importante salientar que as contribuições feitas com carnês só constam no CNIS, cadastro nacional de informações sociais, a partir da competência 01/1985, assim as anteriores terão que ser comprovadas com a apresentação das guias quitadas.
  
O CNIS, Cadastro Nacional de Informações Sociais, é um banco de dados do Governo Federal, que reúne informações dos trabalhadores brasileiros, como recolhimentos à Previdência Social. Os dados são recebidos de diversas fontes. No CNIS deve constar todos os empregos e contribuições avulsas dos segurados, por isso é importante que seja retirado um extrato periodicamente para conferência e acerto, pois quanto mais tempo passa mais difícil procurar documentos para a comprovação exigida.

Caso tenha alguma dúvida faça sua pergunta que será respondida assim que for possível.

Portal do Conhecimento Previdenciário. Faça sua Doação

0 comentários: